Polícia identifica suspeitos de envenenamento de ex-espião russo e sua filha

Londres, 21 abr (EFE).- A polícia britânica e os serviços de inteligência do país teriam identificado suspeitos "chave" do envenenamento ao ex-espião Serguei Skripal e sua filha Iulia, segundo publicou neste sábado o jornal britânico "The Telegraph".

De acordo com esse jornal, os especialistas acreditam que essas pessoas já voltaram para a Rússia e consideram que a investigação, que deve levar muitos meses, teve um "importante avanço".

Segundo o jornal, as autoridades utilizaram o registro de passageiros que viajaram no mesmo avião que Iulia Skripal ao Reino Unido procedente da Rússia um dia antes do ataque, que ocorreu na cidade inglesa de Salisbury em 4 de março, para identificar os possíveis culpados.

Além disso, os agentes analisaram as marcas achadas em Salisbury, bem como o registro das câmeras de segurança da cidade.

Ontem, fontes do Ministério britânico de Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais (Defra, por sua sigla em inglês) advertiram que vários pontos de Salisbury poderiam estar contaminados com o agente nervoso, do tipo Novichok, com o qual os Skripal foram envenenados, e começaram os trabalhos de descontaminação. EFE