ONU pede mais esforços para encontrar jornalista britânico e indigenista brasileiro desaparecidos na Amazônia

O escritório da alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, declarou nesta sexta-feira (10) preocupação com a falta de informação sobre o paradeiro do jornalista britânico Dom Phillips e do defensor de direitos dos indígenas, o brasileiro Bruno Pereira. Em Genebra, a porta-voz da entidade, Ravina Shamdasani, lembrou que os dois desapareceram no Vale do Javari, uma área remota no oeste da Amazônia brasileira, na fronteira com Peru e Colômbia.

“É crucial que as autoridades federais e locais reajam de maneira robusta, disponibilizando todos os meios e recursos existentes para uma busca eficiente na área remota em questão”, enfatizou a porta-voz.

De acordo com Shamdasani, o escritório regional de Direitos Humanos da ONU na América do Sul está monitorando de perto a situação. Ela lembrou que Pereira e Phillips estão desaparecidos desde 5 de junho, quando foram vistos pela última vez navegando em um barco no rio Itaquaí, para realizar entrevistas com comunidades indígenas.

A representante das Nações Unidas destacou que o Vale do Javari é o segundo maior território indígena no Brasil e que, acredita-se, a área tem uma das concentrações mais altas de tribos indígenas isoladas. A zona tem sido bastante afetada pelo tráfico ilegal, pesca e atividades de mineração e tem sofrido também com o aumento de ações de grupos armados.

(Com informações da agência da ONU)


Leia mais

Leia também:
Desaparecimento de indigenista e jornalista na Amazônia é prova da omissão do Estado brasileiro, diz advogado
Desaparecimento de jornalista do Guardian e indigenista brasileiro na Amazônia tem repercussão internacional
Justiça francesa tenta mediação entre indígenas do Brasil e varejista Casino

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos