ONU prorroga missão na Líbia

·1 minuto de leitura
(Arquivo) O enviado especial da ONU para a Líbia, Jan Kubis (AFP/RYAD KRAMDI)

O Conselho de Segurança da ONU prorrogou a Missão das Nações Unidas na Líbia (Manul) até 31 de janeiro, após uma forte disputa entre o Reino Unido e a Rússia.

Inicialmente, esperava-se uma prorrogação quase que automática por um ano, levando em conta que em 24 de dezembro haverá eleições destinadas a encerrar uma década de guerra. Mas a Rússia, que ameaçou vetar a prorrogação, rejeitou o texto proposto pelo Reino Unido, em particular a questão da retirada de mercenários e tropas estrangeiras da Líbia e o futuro do enviado especial para o país africano, Jan Kubis, da Eslováquia.

Na madrugada desta quinta-feira, a Rússia apresentou seu próprio texto, desafiando a delegação britânica. Após uma reunião pela manhã entre os cinco membros permanentes do conselho (Estados Unidos, Rússia, China, França e Reino Unido), autorizou-se a segunda prorrogação técnica da Manul, até 31 de janeiro.

Os projetos do Reino Unido e da Rússia, aos quais a AFP teve acesso, pedem ao secretário-geral da ONU que "mantenha seu enviado especial por seis meses", e que ele fique baseado na Líbia, não em Genebra, como até agora. Moscou também exige que a retirada das tropas estrangeiras presentes na Líbia seja "sincronizada", colocando em pé de igualdade os mercenários russos do grupo Wagner, que apóiam o marechal Khalifa Haftar no leste, e as tropas turcas, que apoiam o governo de Trípoli.

Para os ocidentais, essa equiparação foi a causa das principais divergências entre os membros do Conselho de Segurança. Segundo a ONU, mais de 20 mil mercenários (russos, sírios, chadianos e sudaneses) e militares turcos permanecem na Líbia, com a conseqüente ameaça ao processo de paz.

prh/af/dg/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos