ONU veta discurso do Brasil na cúpula climática nos EUA

Cúpula do Clima foi convocada por Antonio Guterres, secretário-geral da ONU - Foto: AP Photo/Bebeto Matthews

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Brasil está fora da lista de países que discursarão na cúpula do clima na ONU

  • Aumento das queimadas na Amazônia é uma das maiores preocupações de especialistas

O Brasil não integra a lista de países que discursarão na cúpula do clima da ONU, marcada para a próxima segunda-feira (23) em Nova York. A informação é do blog Ambiência, do jornal Folha de S. Paulo.

“O Brasil não apresentou nenhum plano para aumentar o compromisso com o clima”, afirmou enviado especial da secretaria-geral da ONU, Luis Alfonso de Alba.

Leia também

De acordo com Alba, a ONU solicitou aos países um plano para aumentar a ambição dos compromissos climáticos. Com base nos documentos enviados, foram selecionados quais países teriam direito ao discurso.

Também não devem discursar Estados Unidos, Arábia Saudita, Japão, Austrália e Coreia do Sul. A lista final de discursos possui 63 países, incluindo França, recém desafeto do Brasil na questão ambiental, e Reino unido. A relação final deve ser anunciada ainda nesta quarta-feira (18).

A cúpula do clima, agendada para a véspera da Assembleia-Geral da ONU, foi convocada por Antonio Guterres, secretário-geral da ONU, com objetivo de encorajar a ambição política dos países.

Uma das grandes preocupações da Cúpula é o aumento da temperatura média do planeta. Os esforços dos signatários do Acordo de Paris não vem sendo suficientes e as metas devem ser revistas entre 2020 e 2023, de acordo com o Blog.

A grande questão é que, diante de acontecimentos como o aumento de queimadas na Amazônia, especialistas da área querem adiantar a discussão. Uma das oportunidades para isso seria a Conferência do Clima que acontecerá ainda em 2019, no Chile.