Suspeito dos atentados de 11 de setembro é preso na Síria

Beirute, 19 abr (EFE).- Um suspeito de estar envolvido nos atentados do dia 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos, Mohammed Haydar Zammar, com nacionalidade alemã mas de origem síria, foi detido pelas forças curdas na Síria, informou nesta quinta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG, que citou fontes da liderança síria curda, explicou que Zammar está sendo investigado em um centro de detenção das forças de segurança curdas "Asayish" na Síria, após ter sido capturado em uma data não divulgada.

A investigação é realizada por um comitê conjunto da Inteligência das Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada liderada por milícias curdas, e da coalizão internacional liderada pelos EUA.

O Observatório lembrou que Zamman, que nasceu na cidade de Aleppo (Síria), é acusado pelos EUA de envolvimento com os atentados de 2001.

Acredita-se que este homem poderia ser o recrutador dos terroristas que realizaram os ataques.

De acordo coma ONG, o suspeito esteve detido no passado pelas forças governamentais sírias, mas foi libertado em 2013.

Além de ser membro da Al Qaeda, Zammar se uniu à organização terrorista Estado Islâmico (EI), que proclamou um califado na Síria e o Iraque em junho de 2014. EFE