Onze partidos acionam TSE para que Bolsonaro preste esclarecimentos após live com mentiras sobre urnas

·1 minuto de leitura
BRASILIA, DF,  BRASIL,  30-07-2021, 12h00: O presidente Jair Bolsonaro recebe o presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, em visita oficial ao Brasil. No palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
BRASILIA, DF, BRASIL, 30-07-2021, 12h00: O presidente Jair Bolsonaro recebe o presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, em visita oficial ao Brasil. No palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

Líderes de Solidariedade, MDB, PT, PDT, PSDB, PSOL, REDE, Cidadania, PV, PSTU e PCdoB protocolaram um pedido de interpelação a Jair Bolsonaro para que ele preste esclarecimentos e apresente eventuais documentos e provas das afirmações que fez contra as urnas eletrônicas em live na quinta-feira (29). 

O documento foi endereçado ao ministro do Tribunal Superior Eleitoral e corregedor-geral da Justiça Eleitoral, Luis Felipe Salomão. 

Após três anos afirmando ter provas de fraudes eleitorais, Bolsonaro apresentou apenas teorias sem fundamentos que circulam na internet e que já foram desmentidas anteriormente. 

"É uma tentativa de fazer com que o Bolsonaro pare com essas loucuras de todos os dias e volte para a política", diz Paulinho da Força, presidente do Solidariedade. 

Na petição, os partidos destacam que, além de não ter comprovado qualquer fraude, como prometera, Bolsonaro promoveu ataques às instituições da República, lançando acusações a autoridades públicas, antecipando debate eleitoral e utilizando-se de estrutura pública para palanque político. 

O ofício dos partidos também pede que as atuais alegações do presidente sejam englobadas na portaria nº1/2021 da corregedoria-geral eleitoral, de 21 de junho, que estabeleceu prazo de 15 dias para que qualquer autoridade que tenha relatado a ocorrência de fraudes no processo eleitoral brasileiro apresente evidências.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos