Open banking: 3ª fase começa neste 29 de outubro. O que muda?

·3 min de leitura
O open banking (sistema financeiro aberto) está chegando na sua terceira fase de implementação no Brasil com a ideia de conectar todo sistema financeiro do país. Todas as instituições monetárias (bancos, fintechs, seguradoras, cooperativas) poderão, mediante autorização de seus clientes, compartilhar informações financeiras por meio de plataformas digitais. (Getty Images)
  • Nova fase do open banking começará nessa sexta-feira (29)

  • Maior novidade é a integração com o PIX para pagamentos

  • Última fase do open banking começará no início de dezembro

O open banking (sistema financeiro aberto) está chegando na sua terceira fase de implementação no Brasil com a ideia de conectar todo sistema financeiro do país. Todas as instituições monetárias (bancos, fintechs, seguradoras, cooperativas) poderão, mediante autorização de seus clientes, compartilhar informações financeiras por meio de plataformas digitais.

Leia também

Nessa sexta-feira (29), o open banking chega na sua terceira fase. Até o momento, na primeira fase, apenas as instituições financeiras participantes compartilham informações padronizadas sobre produtos e serviços bancários tradicionais que possuem. No segundo momento, os usuários que quiserem poderão solicitar o compartilhamento de seus dados cadastrais e transacionais (informações sobre suas contas e cartão de crédito ou outros produtos de crédito utilizados) entre as instituições participantes.

Na fase que chegará nessa sexta-feira, o open banking começa as transações de pagamentos instantâneos (PIX) e encaminhamento de proposta de operação de crédito. A consulta de informações financeiras após o Open Banking deixará de ser fragmentada, já que o sistema integra em uma única interface toda a movimentação realizada por cidadãos e empresas em diferentes bancos e estabelecimentos.

A última fase começará no início de dezembro com compartilhamento de informações sobre produtos, investimentos, previdência, seguros e câmbios. A expectativa é que nessa última fase, as soluções estarão mais integradas.

Integração com o PIX é a maior novidade da terceira fase

A terceira fase do open banking permitirá os usuários realizem PIX por meio de aplicativos que não sejam de bancos, como de varejistas e de redes sociais. A expectativa do Banco Central é que o aumento da concorrência entre as instituições reduza os juros cobrados dos consumidores.

A integração com o PIX pode apresentar uma alternativa ao cartão de crédito. Principalmente, quando a forma de pagamento PIX parcelado entrar em vigor – em meados de 2022. De acordo com o Banco Central, nessa fase, o consumidor não precisará mais fotografar o QR Code ou entrar no aplicativo do banco para fazer o pagamento. O usuário poderá autorizar que suas informações fiquem salvas no site da empresa, o que facilitaria os pagamentos.

Outra novidade para a nova fase do open banking é a execução da análise financeira ainda mais coerente com o cenário econômico para pequenas e médias empresas. Ao proporcionar uma visão holística e detalhada das finanças individuais, o novo sistema fornecerá a bancos, varejistas e financeiras melhorias bastante significativas no que diz respeito à avaliação de perfis. Com isso, o número de aprovações de crédito deve aumentar e o pagamento de débitos deverá ser mais flexível e personalizado para o cliente.

De acordo com essas novidades, os usuários terão maios controle sobre sua vida financeira e, assim, optar por contratar o melhor serviço de acordo com seus objetivos. As taxas e juros deverão diminuir, assim como a burocracia imposta pelos bancos e sistemas financeiros.

Implementação do open banking seguirá em 2022

Após a quarta fase, provavelmente em 15 de dezembro, que contará com troca de informações entre instituições. O open banking terá mais cinco passos para ser completamente implementado no sistema financeiro brasileiro. De acordo com o Banco Central, essa será a agenda.

15 de fevereiro de 2022 – Compartilhamento de serviços de transferência entre contas do mesmo banco e TED

30 de março de 2022 – Clientes, que estiverem no open banking, vão passar a receber propostas de operações de crédito

31 de maio de 2022 – Dados de clientes sobre outras operações financeiras serão compartilhadas

30 de junho de 2022 – Compartilhamento do serviço de pagamento de boleto

30 de setembro de 2022 – Compartilhamento de serviço de débito em conta

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos