Open Banking chega em sua última etapa no Brasil

Com finalização da etapa Open Banking dará lugar para um ambiente de Open Finance
Com finalização da etapa Open Banking dará lugar para um ambiente de Open Finance
  • Projeto prevê o compartilhamento de dados bancários entre todas instituições financeiras do país;

  • Com finalização da etapa Open Banking dará lugar para um ambiente de Open Finance;

  • Ideia é reduzir os custos dos produtos financeiros para o consumidor.

A última etapa da 4ª fase do Open Banking no Brasil teve início nesta terça-feira, 31. Com ela será possível compartilhar dados financeiros de operações de câmbio, investimentos, seguros e previdências entre bancos, instituições financeiras, corretoras e cooperativas, finalizando o processo de Open Finance no país.

O projeto, liderado pelo Banco Central, teve início em fevereiro de 2021. As primeiras três etapas focaram no compartilhamento de dados bancários dos usuários entre as instituições financeiras de acordo com suas características e especialidades de operação.

A 4ª fase irá permitir o compartilhamento de todos os dados pessoais de um cliente. É importante ressaltar que o compartilhamento só pode ser feito mediante autorização do cidadão e somente para a instituição bancária autorizada.

A ideia por trás do projeto é devolver à população a propriedade de seus dados bancários, que agora não ficarão mais compartimentalizados em cada instituição financeira onde alguém teve conta, e também promover uma maior competitividade entre as empresas do setor financeiro.

De acordo com o Banco Central, cada cliente terá uma maior facilidade para comparar investimentos, seguros, previdências privadas e outros produtos financeiros entre as instituições. Como as empresas bancárias poderão ter acesso às mesmas informações, o cliente poderá escolher um empréstimo, por exemplo, a partir da melhor taxa, sem ficar preso ao seu banco tradicional por ter uma conta antiga nele.

“Mas é preciso também lembrar que estamos só no início da implementação, e o mercado precisa de um tempo para transformá-la em mudanças efetivas para o consumidor”, afirmou à CNN Ricardo Taveira, CEO e fundador da Quanto, plataforma de Open Banking.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos