Operários descobrem acidentalmente túmulo com múmias da dinastia Ming

Pequim, 27 mar (EFE).- Operários que trabalhavam na instalação de encanamentos na cidade de Zhoukou, no centro da China, encontraram acidentalmente um túmulo de 500 anos de idade no qual havia um casal de múmias bem preservadas, informou nesta segunda-feira o jornal "South China Morning Post".

A descoberta das múmias, um homem e uma mulher, aconteceu em 19 de março, mas não foi confirmada até agora, quando se soube que equipes de antropólogos estão trabalhando para garantir a conservação dos dois corpos.

Acredita-se que as múmias poderiam ser o neto de Gu Zuo, um funcionário imperial durante a dinastia Ming (1368-1644), e sua esposa.

O jornal destacou o bom estado de conservação das roupas que vestiam os corpos mumificados, que em algumas partes ainda apresentavam estampas de cor dourada.

No túmulo também foram encontrados dois caixões de cristal e uma lápide. No entanto, rumores indicam que alguns objetos que também estavam no local, como espadas e leques, poderiam ter sido roubados por moradores da área depois que circulou a notícia da descoberta.

Responsáveis do governo local, no entanto, negaram esses rumores e assinalaram que no período ao qual pertencem as múmias, os funcionários e suas famílias eram enterrados com grande austeridade, o que explicaria o fato que os túmulos estivessem relativamente vazios. EFE