Polícia da Suécia confirma que interrogou 7 pessoas por atentado

Estocolmo, 9 abr (EFE).- A polícia da Suécia confirmou neste domingo que interrogou sete pessoas dentro das investigações sobre o atentado terrorista ocorrido em Estocolmo na última sexta-feira, no qual um caminhão atropelou uma multidão em uma rua de pedestres do centro da cidade e se chocou contra uma loja de departamentos, deixando quatro mortos.

Jonas Hysing, integrante da cúpula da Polícia Nacional, revelou essa informação à emissora pública de televisão "SVT", mas não quis entrar em mais detalhes para não atrapalhar as investigações que estão em curso.

Vários veículos de imprensa suecos informaram nas últimas horas que a polícia realizou ontem várias detenções em um apartamento no subúrbio de Värberg, onde se acredita que o suposto autor do atentado esteve nas horas anteriores ao ataque, bem como em outra parte da cidade.

Segundo as publicações "Expressen" e "Aftonbladet", os detidos são pessoas de nacionalidade uzbeque, como o suspeito preso desde a sexta-feira e que foi acusado de terrorismo, já que a polícia dá por fato que ele é o motorista do caminhão roubado.

O homem, cujas suspeitas de vínculos com o Estado Islâmico (EI) não foram confirmadas, foi interrogado ontem de forma oficial pela primeira vez e deverá comparecer a um tribunal antes da terça-feira.

Hysing também revelou à "SVT" que três dos quatro mortos no atentado já foram identificados e seus familiares informados, mas não quis oferecer detalhes sobre suas identidades.

Dez pessoas continuam hospitalizadas, várias delas em estado muito grave. EFE