Operação da Polícia Civil termina com seis mortos na zona norte do RJ

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Uma operação da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais), grupamento de elite da Polícia Civil, terminou com seis pessoas mortas na favela de Manguinhos, na zona norte do Rio de Janeiro, na manhã desta terça-feira (12).

Nas redes sociais, moradores divulgaram imagens de corpos espalhados por becos da comunidade e pessoas desesperadas. Outros flagrantes mostram corpos sendo jogados em caçambas de caminhonetes da Core. Em mais um vídeo, moradores também usaram uma caminhonete particular para socorrer um homem baleado durante a ação policial.

Segundo a versão da Polícia Civil, a operação da Core foi deflagrada depois de uma equipe do Esquadrão Antibombas ter sido atacada por traficantes na avenida Leopoldo Bulhões, que passa na frente da comunidade. Dois suspeitos foram presos durante a ação —contra um deles havia mandado de prisão por roubo majorado.

Ainda segundo a Core, foram apreendidos durante a operação uma granada, seis pistolas, diversos carregadores, munições, rádios transmissores e roupas camufladas, além de grande quantidade de drogas.

Manguinhos é vizinha da favela do Jacarezinho, onde em maio de 2021 a mesma Core realizou a operação policial mais letal da história do Rio de Janeiro. A ação terminou com 28 pessoas mortas, entre elas um policial civil.

Um helicóptero foi utilizado durante a operação. Moradores relataram que disparos foram feitos da aeronave.

Por conta do tiroteio, a circulação no ramal Saracuruna dos trens metropolitanos do Rio foi parcialmente interrompida por aproximadamente 1h20, segundo a Supervia, concessionária que administra o modal

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos