Operação desmonta tráfico em centro de apoio da prefeitura na Cracolândia, em SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um centro de atendimento social da Prefeitura de São Paulo foi alvo de uma operação da Polícia Civil na região da Cracolândia, no centro.

Segundo a polícia, os traficantes que atuam na Cracolândia utilizavam o espaço para vender entorpecentes, fugir das revistas dos agentes de segurança e manter o funcionamento das barracas de venda de droga a céu aberto.

As investigações da polícia apontaram que os criminosos comercializavam drogas na Alameda Bueno e, quando tinham que voltar à Cracolândia, burlavam as abordagens feitas pelos guardas-civis, na rua Helvetia, ingressando nas instalações do prédio público com a droga.

Assim, de acordo com a polícia, os traficantes fizeram um buraco no muro do centro de atendimento social para conseguirem chegar até o local onde comercializavam as drogas.

A operação realizada nesta quinta-feira (5) apreendeu dinheiro, 7 kg de drogas, malas e ursinhos de pelúcia, que eram usados pelos traficantes para esconder drogas.

Ao menos 50 pessoas foram abordadas durante a operação. Desse total, 16 foram autuadas em flagrante, incluindo dois adolescentes. "O trabalho de identificação continua com foco na inteligência e na filmagem de traficantes que atuam na região", informou a Secretaria da Segurança Pública da gestão Doria (PSDB).

A ação contou com agentes do Denarc (Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico), da Dise (Divisão sobre Entorpecentes), além de guardas-civis.

A reportagem procurou e aguarda uma manifestação da Secretaria de Assistência Social da gestão Bruno Covas (PSDB).