Operação Gárgula: Suspeito de atuar como laranja para Adriano da Nóbrega é preso em Santa Catarina

O Globo
·1 minuto de leitura

RIO - Um dos foragidos da Operação Gárgula foi preso na cidade de Joinville, em Santa Catarina, na tarde desta terça-feira. O denunciado Daniel Haddad Bittencourt Fernandes Leal foi localizado pela equipe do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público de Santa Catarina, em apoio ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ). As informações são da Gaeco do Rio.

Daniel Haddad Leal atuava como laranja no esquema de lavagem de dinheiro em benefício ao miliciano Adriano da Nóbrega. De acordo com as investigações, ele se reportava a companheira de Adriano, Julia Lotufo, prestando contas sobre os valores pertencentes ao miliciano. Julia permanece foragida.

Durante as diligências cumpridas na segunda-feira, os promotores de Justiça identificaram um morador da cidade que tinha parentesco com a mulher de Daniel, Carolina Mandin Nicolau, também denunciada, mas sem mandado de prisão contra ela. O Juízo que expediu o mandado determinará sobre sua transferência para o Rio de Janeiro.

Na segunda-feira, a Operação Gárgula cumpriu mandados de prisão em endereços na capital, em Niterói, na Região Metropolitana, e em Guapimirim, na Baixada Fluminense. O soldado da Polícia Militar Rodrigo Bitencourt Fernandes Pereira do Rego chegou a ser preso e já houve apreensão de R$ 75 mil e dois carros, um Mercedes Benz e um Corolla. Os veículos estavam com Bittencourt.