Operação na Favela Kelson's mira traficante suspeito de matar jovem; dois homens foram baleados

Rafael Nascimento de Souza
·1 minuto de leitura

O traficante Dalton Vieira Santana, de 31 anos, suspeito de comandar o tráfico de drogas na comunidade Kelson's, na Penha, Zona Norte do Rio, é alvo de uma operação da Polícia Civil e da Polícia Rodoviária Federal. O criminoso é investigado e acusado de ter assassinado a ex-namorada, a estudante Bianca Lourenço da Silva, de 24 anos, no começo do ano. Os restos mortais da jovem foram encontrados mutilados e boiando numa praia da Ilha do Fundão, na mesma região onde fica a comunidade. Dois homens foram baleados na ação — a polícia não informou se eles são ou não suspeitos. Houve apreensão de duas pistolas.

Além da prisão de Dalton, outro objetivo dos agentes é encontrar possíveis testemunhas que tenham visto Bianca ser retirada de casa e levada à força por Dalton. Segundo moradores, o clima na Kelson's é tenso. Há relatos de intenso confronto.

De acordo com as investigações, Dalton não aceitava o fim do relacionamento com a vítima. Por isso, decidiu matar a jovem. Por dias, a família de Bianca peregrinou por favelas da Zona Norte em busca dos restos mortais da estudante. O corpo só foi encontrado duas semanas depois, no dia 12 de janeiro.

A Justiça expediu mandados de prisão contra dois suspeitos da morte: Dalton e Edgar Alves de Andrade, o Doca. Além dos mandados de prisão, os agentes fazem buscas e apreensões em diversas residências. Pelo menos dois veículos blindados foram empregados na ação.