Operação policial apreende armas e 17 toneladas de drogas

·1 min de leitura

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) apresentou hoje (9) os resultados da Operação Cangalha, voltada para o combate ao crime organizado e ao tráfico de drogas. Após dois meses de atuação, a operação apreendeu cerca de 17 toneladas de drogas, 985 armas e erradicar 301.514 pés de maconha. Também foram bloqueados em espécie ou judicialmente cerca de R$ 39 milhões de organizações criminosas.

A operação, desencadeada entre os dias 6 de setembro e 5 de novembro, envolveu agentes de segurança estaduais e federais em ações preventivas, repressivas e de inteligência nos nove estados da Região Nordeste, sob coordenação do MJSP.

A atuação foi focada em ações voltadas para a erradicação de plantação de maconha, a identificação e inabilitação de aparelhos celulares em presídios e investigações de organizações criminosas.

Durante a ação, foram cumpridos 387 mandados de prisão. Também foram fiscalizadas 47 unidades prisionais dos estados, com o recolhimento de 368 celulares. A operação resultou ainda na prisão de 1.504 pessoas, entre elas chefes de organizações criminosas de atuação nacional e regional, foragidos que integravam listas de mais procurados dos estados e responsáveis por ataques a instituições financeiras.

A Operação Cangalha faz parte de uma mobilização articulada pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi) do MJSP com a participação da Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Penal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Forças-Tarefas Susp de Combate ao Crime Organizado e Secretarias de Justiça e Administração Penitenciária.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos