Operação prende filho de Rogério de Andrade em Petrópolis

Uma operação da Polícia Federal e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), prendeu hoje (4) Gustavo de Andrade, filho do contraventor Rogério de Andrade.

Segundo o MPRJ, Gustavo e o pai estavam juntos em uma casa no Condomínio Vale do Sossego, em Itaipava, bairro nobre de Petrópolis, na Região Serrana do Rio.

Gustavo de Andrade estava foragido desde a Operação Calígula, deflagrada em maio deste ano. Procurada pela Agência Brasil, a defesa do acusado afirmou que a prisão é ilegal e será combatida nos tribunais.

Ordem de prisão

A promotoria também chegou a obter uma ordem de prisão contra Rogério de Andrade na 1ª Vara Criminal Especializada do Tribunal de Justiça do Rio, mas a decisão foi revogada na última segunda-feira (1º) pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Nunes Marques, que deferiu medida cautelar pedida pela defesa.

O MPRJ afirma que Rogério de Andrade e Gustavo de Andrade comandam uma estrutura criminosa organizada voltada à exploração de jogos de azar não apenas no Rio de Janeiro, mas em diversos outros estados.

Segundo a promotoria, as atividades do grupo se baseariam na corrupção de agentes públicos e no emprego de violência contra concorrentes e desafetos, sendo a organização criminosa suspeita da prática de  homicídios.

 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos