Operações com Pix superam transferências por TED e DOC

·1 minuto de leitura

As operações feitas com o Pix já superaram as transferências por TED e DOC somadas, segundo comunicado feito pelo Banco Central nesta semana. Em seu primeiro ano de adoção ainda, a ferramenta para pagamentos instantâneos é considerada um sucesso. A rapidez na adoção pelos habitantes do país, inclusive, coloca o sistema na frente de similares da Austrália, México, Índia, Reino Unido.

Em março, a quantidade de Pix superou a quantidade de boletos liquidados. Para o Banco Central, o elevado uso do Pix em pouco tempo de existência "tem contribuído para a construção de um mercado de pagamentos de varejo mais competitivo, mais eficiente, mais inclusivo e mais seguro".

Até o fim de março, as instituições financeiras brasileiras tinham registrado 206,6 milhões de chaves Pix, que são os códigos utilizados para fazer transações instantâneas. No entanto, é possível utilizar a ferramenta sem uma chave Pix, assim como é possível ter mais de uma.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos