Oposição colombiana denuncia morte de menores em bombardeio militar

·2 minuto de leitura
(Arquivo) O senador colombiano Iván Cepeda (AFP/DANIEL MUNOZ)

O senador da oposição Iván Cepeda denunciou nesta quinta-feira a morte de quatro menores em um atentado que o Exército colombiano realizou em setembro contra "Fabián", comandante da guerrilha ELN, que ficou ferido na operação e morreu dias depois.

"Das oito pessoas que morreram nesse bombardeio, quatro eram adolescentes, dos quais um tinha menos de 13 anos", afirma Cepeda em um vídeo publicado em sua conta no Twitter.

A morte dos jovens lembra um ataque militar semelhante ocorrido em agosto de 2019. Cepeda acusou os rebeldes de “recrutamento forçado de menores”, e o governo, de usar “métodos indiscriminados”, ambas práticas proibidas pelo Direito Humanitário Internacional.

O chefe da pasta da Defesa, Diego Molano, culpou o ELN pelo resultado da operação: "Quem recruta menores são eles, os responsáveis por violações e crimes contra a humanidade são eles, e são eles que devem ser denunciados, não a nossa força pública", argumentou no Congresso.

O Exército descreveu a operação como "legítima, legal e no âmbito do Direito Humanitário Internacional. É o ELN que comete um crime de guerra ao recrutar menores à força e colocá-los dentro de um alvo militar.”

O Direito Humanitário Internacional proíbe o recrutamento de menores de 15 anos. Ao longo do conflito interno, as forças irregulares recrutaram menores. O tribunal de paz que emergiu do acordo que desarmou as Farc investiga essa organização por ter recrutado cerca de 6.000 menores de 14 anos em cinco décadas de rebelião armada.

O ELN, última guerrilha reconhecida no país, reúne 2.450 combatentes, segundo cálculos do centro de estudos independente Indepaz. Embora o pacto com as Farc tenha reduzido significativamente a violência na Colômbia, ainda existem grupos armados ativos, que se financiam principalmente com o tráfico de drogas e a mineração ilegal.

jss/lv/lm/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos