Oposição política entre famosos agita redes sociais

·3 minuto de leitura

Nos últimos dias os artistas usaram as redes sociais para se posicionarem politicamente, na sua maioria, contra o governo de Jair Bolsonaro (sem partido), mas essas questões dividem a classe artística, e isso tem gerado algumas reações em alguns famosos que também se manifestaram.

A youtuber Antônia Fontenelle foi uma das que saiu em defesa da médica, Nise Yamaguchi, que depôs na última terça-feira, 01, na CPI da Covid. Com vídeos polêmicos em suas redes sociais, Fontenelle já teve algumas publicações derrubadas, como ela mesma relata. “O Instagram derrubou meu viral alegando discurso de ódio. Enfim, não vou repetir tudo que já disse aqui. Mas se vocês quiserem ver o vídeo completo o link tá nos stores”, explicou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Leia também

Outro ator, que faz inclusive parte do governo, é Mario Frias, atual secretário especial de cultura. Amigo íntimo da família Bolsonaro, em suas redes sociais, ele posta fotos ao lado, seja de um dos filhos do presidente, se não, com o próprio. Crítico das pautas de esquerda e movimentos sociais, o secretário manifestou-se recentemente sobre a Lei Paulo Gustavo.

“Para quem não entendeu, a Lei Paulo Gustavo, que visa mudar a Lei Rouanet, quer abocanhar 70% do Fundo Nacional de Cultura, que hoje está quase todo contingenciado, devido à necessidade de economizar recursos para o combate à pandemia. Temos quase 04 bilhões de reais nesse fundo, e eles querem tirar 70% disso, sem qualquer controle discricionário nosso. É um completo absurdo proposto pelo senador petista, Paulo Rocha. Sou completamente contrário”, explicou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Sem discutir muitas questões políticas, a cantora Baby do Brasil, publicou um vídeo em sua conta no Instagram, ao lado da doutora Nise, e lá fez uma homenagem. “Todo o respeito a essa Mulher! Todo meu respeito a essa mulher! Grande médica, de voz doce e suave, com um currículo extraordinário, internacional, uma assumidade, que dedica sua vida a muitos e muitos anos à medicina! Meu carinho todo especial a essa, também pianista incrível, que tocou divinamente para mim “Le lac de côme “de Giselle Galos! Uau! Gratidão por sua coragem, dignidade e mansidão! Linda! Deus te honrará muito! “Para cada dia de vergonha, será dupla honra”! Isaias 61:7”, escreveu.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Do outro lado, alguns nomes como Otto, Chico Buarque e José de Abreu deixaram claramente qual sua ideologia política. Em 2019, o cantor boêmio participou do jogo entre ‘Amigos do Lula e Chico Buarque X Amigos do MST’.

O cantor Otto, por exemplo, em sua recente publicação, subiu uma foto usando a camiseta do ex-presidente Lula e escreveu: “É QUE SOU DO FRONT E DA BARRICADA!! Tem coisa que o tempo passa e não largamos mais. Coisas que precisamos acreditar sempre. O universo tem suas leis e os seres humanos através delas conquistam a liberdade de viver em paz. Há muito tempo estou na resistência com o povo pois sou o povo. Há muito tempo venho junto pela democracia”, escreveu.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Crítico ferrenho do governo atual, José de Abreu foi um dos que esteve acompanhando de perto a soltura do ex-presidente Lula e comemorou em grande estilo com uma foto ao lado do petista: “Hoje tive uma bela conversa telefônica com o Lula. Vou me engajar na viagem que ele fará pelo Brasil. Ele está ótimo, dando entrevistas para jornais e TVs do mundo todo. Hoje é para o Le Monde. Tem fila de veículos internacionais querendo”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.