Opositor de Bolsonaro, Doria diz que Rodrigo tem autoridade para apoiar presidente

*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 14/09/2022, BRASIL - HOSPITAL DA MULHER E INAUGURADO - 09:36:42 - O ex-governardor Joao Doria e o prefeito Ricardo Nunes participa da Inauguracao do Hospital da Mulher o antigo Perola Byington. Ex-governador, Joao Doria. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 14/09/2022, BRASIL - HOSPITAL DA MULHER E INAUGURADO - 09:36:42 - O ex-governardor Joao Doria e o prefeito Ricardo Nunes participa da Inauguracao do Hospital da Mulher o antigo Perola Byington. Ex-governador, Joao Doria. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) minimizou o apoio dado por seu ex-vice e sucessor, Rodrigo Garcia (PSDB), ao presidente Jair Bolsonaro (PL), no segundo turno da eleição presidencial.

"Rodrigo Garcia é governador. Tem autoridade plena para decidir", declarou. O ex-governador, que tentou viabilizar uma candidatura presidencial no início do ano, já anunciou que votará nulo no segundo turno entre Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele reforçou essa posição nesta terça-feira (4), horas antes do anúncio do atual ocupante do Palácio dos Bandeirantes.

Doria se notabilizou como um dos principais opositores de Bolsonaro, especialmente durante a pandemia.

No segundo turno da eleição de 2018, o tucano apoiou o atual presidente, cunhando o apelido "Bolsodoria". Posteriormente, no entanto, rompeu com ele.