Opositor Leopoldo López chega a Madri após fugir da Venezuela

·1 minuto de leitura

MADRI, ESPANHA (FOLHAPRESS) - O líder da oposição venezuelana Leopoldo López chegou a Madri no domingo (25) após deixar Caracas na véspera, afirmou seu pai, Leopoldo López Gil, à AFP. O ex-prefeito estava refugiado na embaixada da Espanha em Caracas desde 30 de abril de 2019, quando escapou da prisão domiciliar. López Gil, que é deputado do Parlamento Europeu e vive em Madri, não deu detalhes sobre como o filho chegou à Espanha. No sábado (24), o pai disse que López havia deixado a Venezuela de forma clandestina em direção a Bogotá -não se sabe se o opositor teria feito escala em outros países ou seguido direto para a Espanha. López é o principal líder do partido Voluntad Popular e articulador da estratégia de alçar Juan Guaidó a líder da Assembleia Nacional -para depois torná-lo autoproclamado presidente interino. Em 2014, López foi condenado pela Justiça do regime chavista por supostamente estimular protestos violentos na série de manifestações que ocorreu no país naquele ano. Cumpriu 3 dos 14 anos de sua sentença e depois foi transferido para a prisão domiciliar, onde ficou por dois anos. A saída do opositor da Venezuela se dá num momento de fragmentação da oposição venezuelana e de queda de popularidade de Guaidó. Tudo isso quando se aproximam as eleições legislativas das quais grande parte da oposição decidiu não participar.