Opositora de Lukashenko nos cuidados intensivos

Maria Kolesnikova, uma das principais figuras da oposição bielorrussa que cumpria 11anos de prisão, foi internada nos cuidados intensivos.

A notícia foi avançada pelo serviço de imprensa de Viktor Babaryko, outro opositor bielorrusso que também está na prisão.

Kolesnikova fez parte do trio de mulheres que liderou manifestações históricas, no verão de 2020, contra o presidente da Bielorrússia. Foi condenada em setembro de 2021, considerada culpada de "conspiração para tomar o poder", de "apelos à ação que minam segurança nacional" e "criação de uma formação extremista".