Opositores e ex-aliado de Bolsonaro são confirmados em cargos do comando da Câmara

DANIELLE BRANT, RANIER BRAGON E JULIA CHAIB
·2 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Os deputados federais confirmaram nesta quarta-feira (3), em votação secreta, os nomes que vão, ao lado de Arthur Lira (PP-AL), formar o novo comando da Câmara. Três vagas ficaram com aliados do líder do centrão. As outras três serão ocupadas pelos opositores PT e PSDB, além de Luciano Bivar (PSL-PE), ex-aliado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A votação desta quarta ocorreu após recuo de Lira, que havia, como primeiro ato na presidência, tentado tirar adversários dos postos de comando por meio de uma canetada. Lira foi obrigado a ceder e oferecer cargos na mesa para o PT e para o PSDB. A Mesa Diretora é o colegiado que forma a cúpula da Câmara e, juntamente com o presidente, é responsável por todas as decisões administrativas, e algumas políticas, da Casa. Além da presidência, a Mesa da Câmara é formada por duas vice-presidências e quatro secretarias. A única vaga ainda indefinida é a Segunda-Secretaria, que será decidida em segundo turno entre deputados do PT -Marília Arraes (PE) e João Daniel (SE). A primeira teve 172 votos contra 166 de Daniel, candidato oficial do partido. A vice-presidência da Câmara ficou com Marcelo Ramos (PL-AM). A segunda-vice com André de Paula (PSD-PE), ambos integrantes do centrão e aliados de Lira. Já a primeira-secretaria, que é uma espécie de "prefeitura" da Câmara, responsável por todas as principais decisões administrativas, será ocupada pelo presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), hoje rompido com Bolsonaro. A terceira-secretaria será do oposicionista PSDB, com Rose Modesto (MS). A quarta-secretaria, com Rosângela Gomes (Republicanos-RJ). O primeiro-vice-presidente da Câmara fica responsável por analisar os requerimentos de informação a outros órgãos do poder público. O segundo-vice avalia pedidos de reembolso de despesas médico-hospitalares dos deputados e também atua como uma ponte institucional com órgãos dos Legislativos estaduais e municipais. O primeiro-secretário fica a cargo dos serviços administrativos da Câmara. Já o segundo tem como função cuidar das relações internacionais da Casa, o que incluei a emissão de passaportes para os deputados e o estágio universitário. O terceiro-secretário analisa requerimentos de licença e justificativas de falta apresentados por parlamentes e também é responsável pela autorização prévia de reembolso de despesas com passagens aéreas internacionais. Já o quarto-secretário monitora o sistema habitacional da Casa.