Organização Trump agora é alvo de investigação criminal em Nova York - o que muda?

·2 minuto de leitura
Donald Trump, ex-presidente dos EUA
As Organizações Trump negam ter cometido qualquer crime

A procuradora-geral de Nova York revelou na terça-feira (18/05) que está investigando a Organização Trump, do ex-presidente americano Donald Trump, "como criminosa".

Fabien Levy, porta-voz da promotora Letitia James, disse à BBC que a Organização Trump já foi informada de que a investigação sobre ela "não é mais puramente civil por natureza".

A declaração não explica o motivo da mudança, ou se o próprio ex-presidente Trump poderia estar pessoalmente implicado em quaisquer acusações.

James investiga os negócios de Trump desde antes de ele assumir o cargo de presidente dos EUA em 2016.

A Organização Trump é a empresa-mãe de centenas de outras companhias do ex-presidente, que vão de hotéis a campos de golfe.

A empresa nega quaisquer atos ilegais e afirma que a investigação da promotora — que é filiada ao Partido Democrata, rival do Partido Republicano, de Trump — é uma vingança política.

Letitia James
Letitia James é a procuradora-geral do Estado de Nova York

'Conduta criminosa prolongada'

James iniciou uma investigação civil em março de 2019, com base em alegações de que Trump havia inflado o valor de seus ativos aos bancos ao buscar empréstimos, mas estava subestimando esse valor para reduzir a quantia de impostos que deveria pagar.

A promotora também pesquisou documentos de quatro propriedades da Organização Trump em Manhattan, no interior do Estado de Nova York, Chicago e Los Angeles.

Em agosto de 2020, Cyrus Vance Jr., o promotor distrital de Manhattan, disse em documentos judiciais que seu escritório estava investigando uma suposta "conduta criminosa prolongada" na Organização Trump.

Vance citou artigos de jornal sobre supostas fraudes bancárias e de seguros na empresa.

O promotor distrital de Manhattan também tem investigado se algum dos registros financeiros de Trump foi adulterado para encobrir pagamentos secretos de dinheiro em 2016 a duas mulheres, que dizem ter tido um caso com ele.

Em fevereiro, Vance disse que, após uma longa batalha legal, ele havia obtido as declarações de impostos de Trump como parte da investigação.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos