Orientação de Biden para imigração prioriza união familiar e substitui recomendação de Trump

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente dos EUA, Joe Biden
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Ted Hesson

WASHINGTON (Reuters) - Autoridades de imigração dos Estados Unidos irão perguntar, ao deter imigrantes ilegais no país, se eles são pais ou guardiões para evitar a separação de famílias de acordo com uma política do governo Biden lançada nesta quinta-feira.

A diretiva, uma iniciativa do presidente norte-americano, Joe Biden, para reverter as políticas mais restritivas do ex-presidente Donald Trump, também permite que pais ou guardiões anteriormente deportados retornem aos Estados Unidos temporariamente para audiências de custódia de seus filhos.

A nova orientação da agência norte-americana de imigração e alfândega (ICE) substitui uma recomendação da era Trump emitida em 2017, que não exigia explicitamente que agentes perguntassem ou registrassem status parentais ou de guarda de crianças.

Do Partido Democrata, Biden prometeu em campanha construir um sistema de imigração mais humano e organizado para se contrapor ao de Trump, seu antecessor republicano.

Ao tomar posse no início do ano passado, Biden priorizou a fiscalização contra pessoas condenadas por crimes mais sérios. Como resultado, as prisões e deportações de imigrantes vivendo ilegalmente nos Estados Unidos despencaram em relação ao ano anterior.

Mas tribunais federais têm bloqueado nos últimos meses as iniciativas de Biden para focar em criminosos mais graves, e os republicanos criticam a abordagem do governo, dizendo que menos prisões e deportações incentivam mais chegadas de imigrantes ilegais.

(Reportagem de Ted Hesson em Washington)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos