Origem da vida na Terra pode ter ligação com o 'açúcar'

Simulação de como a Terra era na época em que os impactos de meteoros eram constantes (Foto: Nasa)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Descoberta foi feita por cientistas da Universidade Tohoku, no Japão, e da Nasa

  • Cientistas tentam descobrir se o início da vida na Terra dependeu da contaminação de substâncias extraterrestres

Pela primeira vez na história, cientistas encontraram moléculas de açúcar essenciais para a vida em fragmentos de meteoritos. A descoberta reforça a teoria de que o período em que a Terra foi bombardeada por objetos como meteoros ou asteroides, no início do Sistema Solar, foi fundamental para o surgimento da vida por aqui.

O açúcar em questão é a ribose, encontrada em meteoritos recolhidos em várias partes do mundo. A ribose é um constituinte essencial do RNA, ou ácido ribonucleico. Esse ácido é importante para diversas funções biológicas, como a codificação genética e o reconhecimento de proteínas.

Leia também

É o RNA que passa ao DNA as “instruções” sobre como cada organismo deve produzir as proteínas, por exemplo. O líder do estudo é Yoshihiro Furukawa, da Universidade Tohoku, no Japão. Para o cientista, faz sentido que o RNA tenha sido o responsável pelo surgimento e desenvolvimento inicial da vida na Terra porque esse ácido tem uma molécula muito mais simples que o DNA. Além disso, consegue se replicar sem a ajuda de outras moléculas.

Outro argumento favorável à teoria de que o RNA desempenhou um papel fundamental no período é o fato de que os açúcares que compõem o DNA ainda não foram encontrados em meteoritos. Isso indica que já havia condições para a formação do RNA muito antes do surgimento da molécula de DNA.

O estudo pode ajudar a solucionar uma das principais dúvidas da astrobiologia: se a vida surgiu na Terra a partir de elementos disponíveis por aqui ou se precisou do “pontapé inicial” da contaminação de substâncias vindas de fora.