Ornitorrincos são decapitados por humanos em crime misterioso

Foto: AP Photo/Dan Peled

Autoridades da Austrália anunciaram a desconcertante notícia de que estão procurando por um assassino de ornitorrincos após acharem corpos de três animais abandonadas em um parque.

Os corpos foram encontrados no Albury Botanic Gardens. Dois deles foram decapitados e tiveram suas cabeças levadas. Especialistas da vida selvagem inicialmente pensaram que os ornitorrincos poderiam ter sido atacados por raposas, mas depois levarem um dos corpos a um veterinário, eles confirmaram que suas cabeças foram removidas, com alguma dificuldade, com um objeto afiado.

“Gostaríamos de ter provado que não foram humanos. Gostaríamos de pensar que um ser humano não faria esse tipo de coisa. Mas eu não acho que não conseguiremos”, afirmou Hazel Cook, porta-voz do ramo local do Serviço de Informações, Salvamento e Educação sobre Vida Selvagem, à Guardian Australia

Há tantas perguntas. Por que alguém feriria um dos animais mais inofensivos do mundo? Como eles os encontraram, já que eles são notoriamente discretos?

Há muitas circunstâncias estranhas que cercam essas matanças bizarras. Cook explicou que os ornitorrincos não teriam entrado nos jardins por conta própria, já que não há nenhum canal de navegação que chega neles.

Alguém tomou o tempo para encontrar esses animais, prendê-los, levá-los para os jardins, decapitá-los, e levar a cabeça.

“Nós pensamos a princípio que eles poderiam ter sido pegos acidentalmente por alguém com redes ilegais no rio”, lamentou Cook, “mas então por que levá-los para os jardins? Por que não jogar os corpos no rio? E por que levar as cabeças? Nós ainda não sabemos o que eles fizeram com as cabeças. “Ela sugeriu que quem fez isso, queria que os corpos fossem encontrados.

A Humane Society International (HSI) Austrália ofereceu uma recompensa de AUS $ 5 mil para qualquer pessoa com informações que leva à prisão e condenação dos autores desses horríveis crimes.

“É doloroso que tais atos sem sentido tenham ocorrido em direção a criaturas tão bonitas e inocentes e impossível compreender por que alguém seria tão cruel”, disse o gerente do programa HSI, Evan Quartermain.

O National Parks and Wildlife Service está investigando os assassinatos e também está instando qualquer pessoa com informações para contatá-los em seu escritório NPWS Tumut.