Orochi se explica após episódio envolvendo arma: 'Ninguém me deu o benefício da dúvida'

O rapper Orochi se pronunciou pela primeira vez após a polícia ter prendido seguranças que trabalhavam para ele, em Búzios, na quarta-feira. Depois que um homem armado com o que parecia ser um fuzil apareceu em um vídeo nas redes sociais do rapper, a Polícia CIvil realizou um mandado de busca e apreensão na casa onde ele estava hospedado. A operação resultou na prisão de dois policiais militares que faziam a segurança de Orochi, além de da apreensão de drogas como maconha, ecstasy e loló.

Entenda o caso: Orochi: após postagem nas redes sociais, polícia busca armas em barco e casa de rapper em Búzios; veja vídeo

Após postagens nas redes sociais: PMs que faziam segurança de rapper Orochi são presos por porte ilegal de arma

Segundo Orochi, a arma em questão "era legal" e "tudo estava dentro da lei".

"O que eu acho engraçado é que por ter sido uma arma e por ter sido eu, a história foi diferente. Ninguém pensou que poderia ter sido uma parada pra clipe, ninguém me deu o benefício da dúvida, todo mundo já veio criticando fazendo associação ao crime", afirmou Orochi, que continuou: "a arma era legal, dentro da lei, tava desmuniciada, era do segurança que estava levando a joia pra casa, e tava tudo dentro da lei. Só que as emissoras preferiram colocar como associação. Acha que é à toa? Que eu não tenho um pré julgamento? Pra mim está nítido e estampado. Eu canso de ver 'nego' postar foto com arma, colecionadores, políticos, quem tem o CAC, mas nunca vejo nego ter casa invadida, busca e apreensão, entrar em viatura, ficar 10 horas na delegacia. Mas com nós (sic), tratamento VIP, normal. Desnecessário algumas coisas, mas peço desculpas a toda menorzada que me segue".

Liberados após pagar fiança

Dois policiais militares do 5º BPM (Praça da Harmonia) e do 7º BPM (São Gonçalo) foram presos por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, em Búzios, na Região dos Lagos, na madrugada de quinta-feira. Os PMs faziam a segurança do rapper Flávio Cesar Costa de Castro, conhecido como Orochi, e foram flagrados com uma espingarda calibre 12 camuflada, cuja imagem foi postada pelo cantor nas redes sociais. Nas imagens, ele e amigos aparecem dançando com o armamento, em uma casa alugada na Praia de Geribá.

Violência contra mulher: Homem mata esposa a pauladas com ajuda de amigos no RJ; polícia segue em busca de dois suspeitos

As investigações da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme) pontam que as publicações da espingarda foram feitas por Orochi em alguns stories de sua conta no Instagram. Diante dos vídeos, os agentes da especializada obtiveram um mandado judicial de busca e apreensão para o endereço onde o cantor passava férias com amigos.

Crime no Centro: Guia de turismo é morto a facadas por mulheres ao reagir a assalto no Centro do Rio; vídeo

O rapper não foi encontrado na residência, então os policiais foram até o barco onde ele estava. Levados a 127ª DP (Búzios), Orochi e outros três homens informaram que a espingarda era de um dos militares, que tinha o registro legalizado da mesma. O segundo segurança, também PM, se apresentou como o dono do carro onde estava a arma. Os dois foram autuados em flagrante e a eles foi arbitrada uma fiança no valor de R$ 5 mil, o que permite que respondam em liberdade pelo crime. mandado judicial de busca e apreensão para o endereço onde o cantor passava férias com amigos

Na Zona Sul: Garotos de programa roubam, agridem e dopam vítimas em golpe do ‘boa noite, Cinderela’ no Rio; veja vídeo

O produtor musical Matheus Portugal, que é amigo de Orochi e trabalha com o também rapper Marlon Brandon Coelho Couto Silva, o MC Poze do Rodo, foi identificado como a pessoa que aparece nos vídeos segurando a espingarda. Ele não estava na casa, mas, segundo a polícia, será indiciado também pelo crime de porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. Foi constatado também que Matheus Neves era quem estava dançando nos vídeos.

Segundo a polícia, na residência foram encontradas algumas drogas, como maconha, ecstasy e loló. Segundo a Desarme, as gravações do sistema interno de segurança do imóvel foram apreendidas e será verificado se Orochi ou algum outro amigo portou a arma de fogo durante a estadia no local.