Orquestra Maré do Amanhã se apresenta neste domingo na Arena Dicró, na Zona Norte do Rio

A Orquestra Maré do Amanhã (OMA) se apresenta amanhã (19), de 11h às 12h, celebrando os 10 anos da Arena Dicró, no Parque Ary Barroso, na Penha Circular. A entrada é franca e o repertório especialmente preparado com músicas populares e clássicas para todos os gostos.

Carlos Eduardo Prazeres, diretor executivo da Orquestra Maré do Amanhã, destaca que o diferencial da apresentação será a versatilidade musical, com um repertório que vai da música clássica à MPB, do Funk ao Rock.

— Vamos mostrar toda a nossa variedade de ritmos. Vamos tocar Guns N' Roses e Mozart. Rap da Felicidade, Mulher de Fases, e um medley nordestino com Asa Branca, Xote das Meninas, Eu Só Quero um Xodó e Vida de Viajante. Ou seja, teremos guitarra, percussão, violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta transversa e um quarteto de flautas doces com meninos que estão começando agora — adianta Prazeres.

A Arena Dicró tem capacidade para 300 pessoas, e a limitação de entrada será por ordem de chegada. Todos os 32 integrantes da OMA que vão se apresentar têm de 12 a 22 anos.

A Orquestra Maré do Amanhã nasceu do Projeto Estrada Cultural com o propósito de levar música e educação musical a crianças e adolescentes de escolas públicas da comunidade. Criada em 2010, a orquestra, cuja base está no CIEP Operário Vicente Mariano, na Maré, já alcança todas as pré-escolas desse que é um dos maiores conjuntos de comunidades da América Latina.

Dessa vez, por meio do Foca (Programa de Fomento Carioca da prefeitura do Rio), o grupo se apresentará em uma série de 13 concertos que vão até dezembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos