Orquestra Sinfônica Brasileira faz concerto em homenagem à Queda do Muro de Berlim

Sérgio Luz

Neto de alemães, o maestro gaúcho Tobias Volkmann lembra com ternura da alegria que sentiu ao saber da Queda do Muro de Berlim, há 30 anos. Nesta terça (19/11), no Teatro Riachuelo, o regente comanda a Orquestra Sinfônica Brasileira, em apresentação idealizada em parceria com o Consulado Geral da República Federal da Alemanha no Rio de Janeiro, no concerto que celebra a efeméride do evento que reunificou o país.

— Ouvíamos histórias familiares de quem tinha ficado de cada lado (oriental e ocidental). Foi uma felicidade imensa não falar mais de dois países, com o povo dos meus avós voltando a se sentir um só. Foi um período de otimismo — conta.

O programa contém parcerias do dramaturgo, poeta e diretor teatral Bertolt Brecht (1898-1956) com artistas como Kurt Weill, Paul Dessau e Hans Eisler.

— Pensamos no repertório especificamente para essa ocasião. A ideia era trazer compositores que representassem os dois lados. Refleti e procurei um autor que foi fundamental nesse período, que soube expressar em sua dramaturgia todos os fatores que levaram à divisão, como a ascensão do nazismo, e cheguei ao Brecht — explica Volkmann. — Ele teve grandes parceiros, como o Weill, que deixaria a Alemanha rumo aos EUA.

O espetáculo conta com a participação da mezzo-soprano Carolina Faria e do barítono Lício Bruno como solistas.

— Começamos com uma suíte orquestral (da “Ópera dos três vinténs”) e seguimos para o repertório de canto, com obras isoladas e poemas musicados de cunho crítico muito forte e grande valor musical. A Carolina e o Lício cantam em 80% do programa — diz.

Segundo o maestro, a obra de Brecht “não tem nada de anacrônica”:

— Parece que ele pergunta: “Por que vocês estão cometendo os mesmos erros?”. Deveríamos tomar o exemplo da queda do muro, de pessoas se abraçando, unidas, e repensar os rumos que estamos tomando.

Onde: Teatro Riachuelo. Rua do Passeio 38, Centro (2533-8799). Quando: Ter, às 20h. Quanto: De R$ 40 a R$ 70. Classificação: Livre.