Os 26 do GLOBO: colunistas e jornalistas apontam os favoritos para a convocação de Tite

Um Tite que vem se revelando, nas últimas entrevistas, um treinador “em paz” e convicto de suas escolhas divulgará hoje, às 13h, na sede da CBF, no Rio, os 26 jogadores que buscarão o hexa na Copa do Mundo do Catar, daqui a menos de duas semanas. Fruto de testes, observações e intensos debates entre a comissão técnica, a lista da seleção brasileira tem pouco espaço para surpresas e uma interrogação que pode mexer com o número de convocados para o sistema defensivo.

Vinte nomes são unânimes na opinião de colunistas, editores e repórteres do GLOBO, e outros três estão praticamente com as malas prontas para o Catar. A principal dúvida é na vaga do provável reserva de Danilo (Juventus) na lateral direita — e isso vai depender de quão convencida a comissão de Tite está da condição física de Daniel Alves.

O fator Dani Alves

Aos 39 anos, o lateral não joga uma partida oficial desde o fim de setembro. Como o seu clube, o Pumas, foi eliminado na liga mexicana, ele aprimora a forma física no Barcelona B. Em entrevista recente ao Uol, disse estar “treinando como um animal” e que “dorme e acorda” com o desejo de jogar a quarta Copa da carreira. O último momento em alto nível do jogador, porém, foi na Copa América-2019, quando foi campeão.

— Essa interrogação é algo que só a comissão técnica, na sua intimidade, sabe sobre o Daniel Alves. O que observaram, o que viram treinar, o que conversaram... E isso vai determinar muita coisa: se o reserva for o Éder Militão, isso implica na chegada de um quinto zagueiro. E isso mexe com a estrutura da convocação — afirma o colunista Carlos Eduardo Mansur.

Dani é a segunda opção para o setor, uma vez que Emerson Royal (Tottenham) perdeu espaço desde a expulsão contra o Equador, pelas Eliminatórias, em janeiro. Militão jogou na direita na última data Fifa e, caso Tite opte por levar o defensor do Real Madrid como reserva de Danilo, abriria mais um lugar na zaga: com Bremer (Juventus) bem visto pela comissão, Gabriel Magalhães (Arsenal) e Lucas Veríssimo (Benfica) lutariam por essa vaga, com Ibañez (Roma) correndo por fora.

— A entrevista do Tite para O GLOBO me deu a impressão que ele queria esperar o Dani. Tite é muito respeitoso com seus interlocutores, então tem dificuldade de dar “carteiradas” e dizer “essa é a cota de teimosia a que eu tenho direito”. Acho que Dani pode ser isso: uma crença de que vai funcionar, com base em experiências passadas — afirma o colunista Martín Fernandez.

A lesão de Coutinho

Um dos destaques do Brasil na Copa de 2018, Philippe Coutinho viveu um ciclo de mais baixos do que altos: passou por cirurgia no joelho, teve bom início no Aston Villa, voltou à seleção brasileira, mas sofreu lesão muscular durante um treino no fim de semana, segundo o técnico Unai Emery. Assim, ele não terá tempo hábil de se recuperar antes do Mundial, e a tendência é que Tite chame seis jogadores para o meio-campo: Casemiro, Fred, Fabinho, Bruno Guimarães, Lucas Paquetá e Everton Ribeiro, que atravessa boa fase no Flamengo e reconquistou espaço.

Com a ausência de Coutinho, Tite poderá convocar um nono atacante, como ocorreu na lista dos últimos amistosos. Seis apareceram na lista de todos os jornalistas e colunistas do GLOBO: Vini Jr. e Rodrygo (Real Madrid), Raphinha (Barcelona), Neymar (PSG), Richarlison (Tottenham) e Pedro (Flamengo). Antony (Manchester United) e Gabriel Jesus (Arsenal) são quase unanimidades, enquanto Roberto Firmino, que vive boa fase no Liverpool, desponta com boas chances de ficar com a nona vaga aberta por Coutinho.

— As poucas dúvidas são resultado do ciclo longo para testar muitos jogadores. E no momento que estava afunilando teve outro fator: a principal dificuldade, que era o setor criativo, acabou sendo suprida com a aparição de muitos jovens, que se afirmaram e acabaram moldando a forma do time jogar, com muitos pontas na lista final — lembra Mansur.

Votaram: Bruno Marinho, Diogo Dantas, Carlos Eduardo Mansur, Gustavo Poli, Marcelo Barreto, Martín Fernandez, Rafael Oliveira, Renan Damasceno, Tatiana Furtado e Thales Machado.