Os 5 maiores capitães da história do Galo

Antonio Mota Filho


Capitão? O ​Atlético-MG tem e de sobra. O Galo construiu ao longo de sua gloriosa história grandes personagens do futebol brasileiro, incluindo capitães que fazem parte do imaginário futebolístico do país. Confira 5 dessas personalidades na lista abaixo!

Oldair Barchi

​ Polivalente, Oldair Barchi, conhecido apenas como ‘Oldair’, marcou época no Atlético-MG, sendo o eterno capitão e líder do único título de Campeonato Brasileiro do clube, em 1971. O lateral-esquerdo de origem disputou 281 partidas, anotou 61 gols e ficou para a história como uma das maiores personalidades do Galo.

Luizinho

​ Luizinho tinha um estilo clássico de jogar, sem violência e muita qualidade técnica para um zagueiro. O capitão ficou mais de 10 anos na equipe e era o líder natural daquela geração alvinegra, tendo disputado 537 partidas e anotado 21 gols.

Paulo Roberto Prestes

​ Paulo Roberto Prestes foi o dono da lateral esquerda do Atlético por 10 anos (1986 – 1996), sendo um dos responsáveis por aumentar a galeria de troféus do clube, com cinco títulos estaduais e uma Copa Conmebol no período. Capitão, o jogador se destacava pela potência e velocidade, além de garra que contagiava todo o plantel.

Réver

Rever

Réver rodou muito no futebol antes de encontrar a sua casa: o Atlético-MG. O zagueiro artilheiro chegou ao clube em 2010 e logo de cara criou uma forte identificação com o alvinegro, sendo referência na defesa e no ataque. Raiz, o capitão liderou o time em várias conquistas, incluindo na campanha vitoriosa da Copa Libertadores de 2013.

Leonardo Silva

Leo Silva

Dupla de Réver, Léo Silva montou uma das zagas mais forte do Brasil ao lado do companheiro e fez os adversários temerem as ‘Torres Gêmeas’. Em quase uma década na Cidade do Galo, o defensor virou capitão, ídolo e grande personagem da história da equipe mineira.