Os argumentos do OnlyFans para banir pornografia da plataforma

·2 minuto de leitura
Logo do OnlyFans
Plataforma sofreu pressão de empresas parceiras para mudar suas políticas sobre conteúdo sexualmente explícito

O site OnlyFans, que oferece conteúdo por assinatura, anunciou que vai bloquear fotos e vídeos sexualmente explícitos a partir de 1º de outubro.

Algum conteúdo com nudez ainda poderá ser postado, mas precisa seguir as políticas do OnlyFans.

A decisão foi anunciada após pressão de bancos e empresas que oferecem meios de pagamento e que têm parcerias com a plataforma.

O site cresceu durante a pandemia de coronavírus e diz ter 130 milhões de usuários.

"A fim de garantir a sustentabilidade de nossa plataforma a longo prazo e continuar abrigando uma comunidade inclusiva de criadores e fãs, devemos evoluir nossas diretrizes de conteúdo", afirmou o OnlyFans em um comunicado.

Com sede em Londres, a plataforma fundada em 2016 pelo empresário Tim Stokely permite que criadores postem vídeos e fotos e disponibilizem esse conteúdo mediante pagamentos avulsos ou uma taxa mensal.

Por hospedar o material, o OnlyFans fica com uma parcela de 20% de todos os pagamentos.

Os criadores podem postar uma variedade de conteúdo, de culinária aos esportes, mas a plataforma é mais conhecida pela pornografia.

Mulher na cama de sutiã segura cédulas de dinheiro
Onlyfans permite que criadores compartilhem conteúdos variados, mas ficou conhecido pela pornografia

"Compartilharemos mais detalhes nos próximos dias, apoiaremos e orientaremos ativamente nossos criadores durante essa mudança nas diretrizes de conteúdo", afirmou a empresa.

"O OnlyFans permanece comprometido com os mais altos níveis de segurança e moderação de conteúdo em qualquer plataforma de mídia social. Todos os criadores são verificados antes de enviar qualquer conteúdo para OnlyFans, e todo o conteúdo carregado é checado por sistemas automatizados e moderadores humanos."

Em junho deste ano, a BBC News revelou que menores de 18 anos usaram identificações falsas para abrir contas no OnlyFans. Também foram encontrados vídeos sexuais de menores de idade.

Em resposta à reportagem, a empresa disse que excluiu as contas descobertas. Em julho, o primeiro relatório mensal de transparência da companhia informou ter desativado 15 contas que exibiam conteúdo sexualmente explícito de menores.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos