Os destaques na agenda da Olímpiada de Tóquio

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, 20.05.2015 - Inauguração dos anéis olímpicos no parque de Madureira. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, 20.05.2015 - Inauguração dos anéis olímpicos no parque de Madureira. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)

Quinta-feira (22)

Depois da conquista do ouro no Rio-2016, o futebol masculino brasileiro reencontra a Alemanha, rival na última final, às 8h30. Sem Neymar, o veterano Daniel Alves, de 38 anos, é o líder do Brasil nesta edição. O jogo pelo ouro está marcado para 7 de agosto.

Sexta-feira (23)

A cerimônia de abertura da Olimpíada acontecerá das 8h às 11h30. Assim como nos demais eventos, não haverá público local nem estrangeiro.

O handebol masculino brasileiro começa sua trajetória contra a Noruega, às 21h. Uma hora mais tarde, o país faz sua estreia no vôlei de praia, com Alison e Álvaro. Às 23h, é a vez de Ágatha e Duda pisarem na areia.

O vôlei masculino estreia contra a Tunísia, às 23h05. Com três ouros, incluindo o da edição de 2016, no Rio de Janeiro, a seleção sonha com a final do dia 7 de agosto.

A disputa da ginástica artística tem início às 22h, com o masculino. A distribuição de medalhas ocorre a partir do dia 26. Simone Biles, dos Estados Unidos, é grande candidata a estrela da Olimpíada.

O taekwondo tem suas primeiras lutas classificatórias às 22h. Na noite do Japão, às 8h30 de Brasília, começa a distribuição de medalhas da modalidade, que terá suas categorias em ação até o dia 27.

Os combates eliminatórios do boxe terão início às 23h, algo que se repetirá por oito dias. As lutas que valerão medalhas serão realizadas entre 2 e 8 de agosto.

Com início às 23h, o judô apresentará duelos por oito dias. Atletas de diferentes categorias, os 13 brasileiros lutarão por lugares no pódio até dia 31 de julho.

Individual e duplas do tênis entram em quadra a partir de 23h. Os campeões sairão na virada do mês, entre 30 de julho e 1º de agosto. Sem Serena Williams, Rafael Nadal e Roger Federer, que desistiram, os holofotes deverão ficar sobre a japonesa Naomi Osaka, Novak Djokovic e o bicampeão olímpico Andy Murray.

Sábado (24)

As regatas da vela começam à 0h e vão até 4 de agosto em oito categorias. Com dois ouros olímpicos, Robert Scheidt é novamente um dos favoritos.

O pugilista cubano Julio Cesar La Cruz, é um dos destaques do boxe na catetoria pesada, que começa às 2h12. O boxe vai até o último dia de competições, em 8 de agosto.

Pela segunda rodada do futebol feminino, a seleção brasileira encara a Holanda, às 8h.

As baterias classificatórias da natação têm seus primeiros tiros às 7h02. Os 26 brasileiros pularão na água para, quem sabe, comemorar as vitórias que podem render medalha nos oitos dias seguintes.

O surfe deve estrear na Olimpíada às 19h. Isso se o mar de Tsurigasaki colaborar. As baterias poderão durar até dia 28 ou se estender até o início de agosto, se necessário.

Outro esporte em sua estreia olímpica, o skate street começa às 21h e, entrando na madrugada, já entrega suas medalhas. Primeiro os homens, com Nyjah Huston, dos Estados Unidos, como favorito. No dia seguinte, poderá ser a vez da brasileira Pamela Rosa confirmar seu favoritismo.

O handebol feminino brasileiro inicia sua trajetória contra as russas às 21h.

Sem equipe feminina ou masculina classificada, o Brasil só assiste ao melhor do basquete na Olimpíada às 22h. A modalidade terá decisões em 7 e 8 de agosto.

Além de Simone Biles, favorita em seus aparelhos, a ginástica artística feminina apresenta às 22h as brasileiras Flávia Saraiva e Rebeca Andrade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos