Os duques de Cambridge, William e Kate, celebram 10 anos de casamento

·3 minuto de leitura

LONDRES — O popular casal formado pelo príncipe William e Catherine Middleton, cada vez mais considerado o futuro de uma monarquia britânica bastante envelhecida, comemora seus dez anos de casamento nesta quinta-feira (29).

William, de 38 anos e segundo na linha de sucessão ao trono, e Kate, de 39, se casaram na Abadia de Westminster em 29 de abril de 2011, após se conhecerem na universidade escocesa de St Andrews e compartilharem sete anos de relacionamento.

Eles agora têm três filhos: o príncipe George, de sete anos; a princesa Charlotte, de cinco; e o príncipe Louis, de três anos.

Em um vídeo postado nas redes sociais nesta quinta, o casal aparece brincando com as crianças no jardim de sua casa em Norfolk, no leste do país, assando marshmallows em uma fogueira e passeando, sorridentes, alimentando a imagem de família perfeita.

O vídeo vem acompanhado de uma mensagem na qual William e Kate agradecem os "dez anos de apoio recebidos em nossa vida familiar".

Tendo servido por dez anos como duque e duquesa de Cambridge, os títulos que lhes foram conferidos pela rainha quando se casaram, o casal está entre os membros mais estimados da instituição.

Ambos conseguiram conciliar suas obrigações protocolares e trabalhos de caridade com grande discrição sobre seu estado de espírito, e já são considerados o futuro da monarquia.

Eles oferecem um rosto moderno à família real, encarnada pela rainha Elizabeth II, que aos 95 anos acaba de perder o marido, Philip; e por seu herdeiro, o príncipe Charles, de 72 anos.

Adaptando-se perfeitamente à mensagem "Never complain, never explain" (Nunca reclamar, nunca se justificar), também apresentam um contraste com o turbulento irmão de William, Harry, e sua esposa, Meghan Markle, que abalaram a instituição com suas confidências e acusações de racismo.

— Os Cambridge são a família mais normal que já vimos dentro da família real, o que é um bom presságio para o futuro — declarou o especialista em monarquia Penny Junor.

Relações tensas

— As declarações de Harry, de 36 anos, e Meghan, de 39 anos, a um programa de televisão americano deram a impressão de que as relações dentro da monarquia, e principalmente entre os "Fab four" — apelido para os dois irmãos e suas esposas — são tensas.

O casal denunciou uma falta de apoio e acusou um membro da instituição de racismo, sem revelar sua identidade, o que levou William a defender a monarquia, garantindo aos jornalistas que sua "família não é racista".

Harry também afirmou que William e seu pai, o príncipe Charles, estavam "presos" às convenções sociais, e Meghan acusou Kate de fazê-la chorar antes do seu casamento em 2018.

Esses episódios conquistaram poucos seguidores para Harry e Meghan, cuja popularidade no Reino Unido permanece muito menor do que a de outros membros da família real, que juntos se beneficiam do aumento da simpatia pública desde a morte de Philip.

Segundo pesquisas, os Cambridge são muito populares. William, por exemplo, é muito mais estimado do que seu pai, a ponto de um terço dos britânicos desejar que fosse ele o sucessor de sua avó.

Quanto a Kate, ela é a terceira pessoa mais popular da família e dois terços dos britânicos a têm em alta conta, de acordo com uma pesquisa do instituto YouGov divulgada na terça-feira.

Adulada por grande parte da imprensa, recebeu muitos elogios por seu comportamento e estilo dignos durante o funeral do príncipe Philip em 17 de abril no Castelo de Windsor. Uma foto impactante em que ela aparece com um véu e máscara pretos, com o olhar fixo na lente, deu a volta ao mundo e levou muitos a compará-la com a falecida princesa Diana, mãe de William.

— Acho ela é absolutamente extraordinária — apontou Penny Junor, que a vê como o "modelo do que uma futura rainha deve ser".

— Ela tem tanta presença, tanta elegância, que não tem nada a invejar a William — completa o especialista.