Os perigos de ter um problema bucal e não ir ao dentista

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Sentiu algo estranho na boca? Então, é melhor ir ao dentista. Postergar visitas aos consultórios odontológicos pode desencadear problemas graves de saúde, capazes de afetar a cavidade bucal e até outras partes do corpo.

Veja mais conteúdo de saúde bucal

Uma cárie que não é tratada, por exemplo, pode evoluir e afetar a polpa do dente, local onde ficam os nervos. Esse processo é conhecido como pulpite e pode causar sintomas bastante desagradáveis – o mais comum deles é a dor intensa, pulsátil e contínua, que piora com o calor e melhora com o frio.

Para resolver esse problema, é preciso ir ao dentista e passar por um procedimento conhecido como tratamento de canal. Nele, o profissional aplica uma anestesia e perfura o dente até acessar a área da polpa. Depois, remove o tecido nervoso inflamado ou infeccionado, faz a obturação do canal e reconstrói o dente.

Além de provocar desconforto e exigir um procedimento complexo, a pulpite pode desencadear outras complicações, mesmo depois de ser tratada. Isso porque a remoção da polpa dental deixa o dente mais desidratado e, portanto, mais suscetível a fraturas.

Gengivas inflamadas, vermelhas e inchadas são sinais de gengivite. Postergar uma visita ao dentista pode fazer com que o problema evolua para doença periodontal. Caso isso aconteça, corre-se o risco de apresentar amolecimento dos dentes e até sofrer perdas dentárias.

Feridas na boca também representam riscos à saúde. Lesões que não cicatrizam em até 15 dias podem ser um sinal de câncer bucal. Por isso, é preciso ficar atento e visitar o consultório odontológico para verificar a gravidade da situação.

Vale a pena destacar que a saúde bucal influencia no resto do corpo. Bactérias e infecções não tratadas podem acarretar uma doença chamada endocardite bacteriana. Ela faz com que esses microrganismos se espalhem pela corrente sanguínea e cheguem ao coração, causando problemas sérios e até risco de vida.