'Ou fazemos eleições limpas no Brasil ou não temos eleições', diz Bolsonaro

·1 minuto de leitura

Em mais um ataque sem provas ao sistema eleitoral brasileiro, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que não haverá eleição no ano que vem se a disputa não for "limpa".

Bolsonaro não explicou o que ele considera uma eleição "limpa", mas ele tem defendido uma mudança no sistema de votação brasileiro para permitir a impressão do voto, apesar de nunca ter apresentado nenhuma prova de fraude no modelo atual.

— Eleições no ano que vem serão limpas. Ou fazemos eleições limpas no Brasil ou não temos eleições — afirmou Bolsonaro, em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada.

Em desvantagem nas pesquisas eleitorais, o presidente tem feito nos últimos dias diversas ameaças de não aceitar o resultado das eleições caso a proposta de voto impresso não seja aprovada. Na quarta-feira, por exemplo, em entrevista à rádio Guaíba, Bolsonaro disse que "pode" não aceitar o resultado da eleição caso não haja voto impresso.

— Algum lado pode não aceitar o resultado. Esse algum lado, obviamente, é o nosso lado. Pode não aceitar esse resultado.

Na semana passada, em transmissão em redes sociais, o presidente já havia dito que passará a faixa presidencial para qualquer um que seja eleito, desde que essa pessoa vença "de forma limpa, sem fraude". Logo depois, disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, líder das pesquisas, só será eleito se houver fraude.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos