Outdoors em reduto eleitoral de Lira em Alagoas cobram análise de impeachment de Bolsonaro

·1 minuto de leitura

RIO - Outdoors que cobram o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para analisar pedido de impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), começaram a ser instalados nesta segunda-feira no município alagoano de Arapiraca, um de seus principais redutos eleitorais. A cidade é a terceira onde Lira recebeu mais votos no pleito de 2018.

Um dos painéis questiona o deputado: "Mais de 500 mil mortes. Como você quer entrar para a história, Arthur Lira?". O banner também expõe duas opções ao parlamentar: "cumplíce de um genocídio" ou "responsável por abrir o impeachment de um criminoso". E finaliza: "Os dois não dá!"

Em outro outdoor, aparecem os dizeres: "Fome, mortes, corrupção", com a foto de Lira ao lado de Bolsonaro. No painel, também consta outro apelo para que o presidente da Câmara analise o impeachment: "Lira, está em suas mãos! Aceite o impeachment".

A campanha, chamada de "Super Impeachment", foi articulada pelos movimentos Acredito, Agora, Bancada Ativista, Muitas, Ocupa Política, Nossas, UNE e 342 Artes para pressionar Lira a analisar o impeachment de Bolsonaro. Segundo os organizadores, a escolha por Arapiraca é para que o deputado se sinta obrigado a agir.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos