Ouvidoria pede afastamento de 6 PMs envolvidos na ação que terminou em mortes em Paraisópolis

ALFREDO HENRIQUE
SÃO PAULO, SP, 01.12.2019: PARAISÓPOLIS-SP - Moradores de Paraisópolis realizam uma manifestação contra a violência da Polícia Militar. O baile funk onde morreram nove pessoas pisoteadas nesta madrugada (1), mais conhecido pela sigla

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Ouvidoria das policias (Civil e Militar) pediu o afastamento de seis policiais militares que participaram da ação em baile funk na favela de Paraisópolis que resultou na morte de nove jovens na madrugada de domingo (1). 

"É preventivo afastar os policiais envolvidos na ocorrência em razão da complexidade dela", afirmou o ouvidor, Benedito Mariano.

Familiares de vítimas e sobreviventes acusam os policiais militares de encurralarem os frequentadores do baile e depois agredi-los em vielas. 

PMs afirmam que perseguiam suspeitos em uma moto. Eles teriam entrado no baile e atirado, causando correria. 

A Polícia Militar informou que está investigando possíveis excessos e que um inquérito na Polícia Civil apura o caso.