Pão de Açúcar lidera altas na Bolsa nesta terça-feira, com setor de supermercados mostrando resiliência na crise

Stephanie Tondo
·2 minuto de leitura

RIO — As ações ordinárias do Grupo Pão de Açúcar (GPA) surpreenderam o mercado nesta terça-feira, liderando as altas do pregão desde o fim da manhã até este momento. Por volta das 15h30, os papéis chegaram a se valorizar mais de 7,6%. Apesar de não haver motivos aparentes para esse resultado, o mercado acredita que a divulgação dos resultados positivos do Carrefour, na segunda-feira, tenham impactado positivamente o setor de supermercados como um todo.

As ações ordinárias do Carrefour também apresentam alta acima de 2,5% nesta terça-feira, enquanto os papéis do Assai sobem cerca de 1% no dia.

As vendas brutas consolidadas do Carrefour registraram crescimento de mais de 15% no primeiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2020, e de 29,5% em comparação aos três primeiros meses de 2019. A informação foi divulgada por meio de fato relevante.

A rede de supermercados destacou como fatores para esse resultado o "cancelamento do carnaval, desaceleração da inflação de alimentos e novasmedidas restritivas para combater a pandemia em março".

Para Danniela Eiger, analista de Varejo da XP, apesar de a pandemia ter sido um fator importante para o crescimento do setor de supermercados, que tem se mostrado resiliente na crise enquanto atividade essencial, o mercado espera um desempenho consistente para o segmento mesmo no longo prazo.

— Estamos passando por um cenário muito desafiador para o setor de consumo, mas os supermercados estão em outro segmento. As pessoas estão cozinhando mais em casa, e existe hoje uma demanda muito consistente que acreditamos que deve se manter — afirma Danniela, que apesar de não observar nenhuma informação diretamente relacionada ao GPA recentemente, acredita que os resultados do Carrefour criaram um ambiente positivo para o setor de uma forma geral.

Na semana passada, o GPA anunciou ter sido informado pelo Grupo Casino, do qual faz parte, sobre o potencial aumento de capital na sua operação de comércio eletrônico Cdiscount, subsidiária direta da Cnova, na qual o GPA detém a participação de 34,17%.

A operação pode incluir uma oferta secundária de ações detidas pelo GPA.