Pênis congelado, drogas e virgindade: o que já se sabe sobre o livro do príncipe Harry

Com uma série de revelações controversas sobre a família real britânica, o livro do príncipe Harry, lançado oficialmente nesta terça-feira, tem dado o que falar mundo afora. A obra, intitulada "O que sobra" ("Spare", no título original em inglês), traz à tona vários bastidores da relação do duque de Sussex, de 38 anos, com outros membros da realeza, em especial o rei Charles III e sua esposa, a rainha consorte Camilla, além de desavenças com o irmão William e a cunhada Kate Middleton. Em meio a conflitos familiares, o filho caçula da princesa Diana também relata muitas histórias pessoais polêmicas. Relembre algumas delas abaixo.

Título de duque ameaçado: parlamentares pedem destituição do ducado de príncipe Harry após lançamento de livro

Refúgio no esporte: príncipe Harry diz que encontrou no rúgbi um pretexto para se machucar: 'dor externa que fosse igual à interna'

Briga com William

Em detalhes, Harry conta sobre a vez que foi agredido pelo irmão, o príncipe William. O duque de Sussex revelou uma discussão feia entre os dois, causada por Meghan Markle. O motivo da discussão teria sido um comentário feito pelo filho mais velho do rei Charles III em 2019, que descreveu a duquesa como "difícil", "rude" e "áspera".

— Ele me agarrou pelo colarinho, arrebentou meu cordão e me jogou no chão. Caí na vasilha de comida do cachorro, que quebrou nas minhas costas, com os cacos me cortando. Fiquei ali por um momento, atordoado, depois me levantei e disse a ele para ir embora — narra em um trecho.

Drogas

Harry diz que cheirou uma carreira de cocaína aos 17 anos, e admite ter usado o estimulante em várias outras ocasiões. Ele também descreve sua relação com a maconha em Eton, a escola interna para rapazes, e nos jardins do Palácio de Kensington. “Depois do jantar, fumava um baseado, cuidando para que a fumaça não chegasse ao jardim do meu vizinho, o duque de Kent”, narra sobre sua vida em 2015. No livro, ele também conta sobre a experiência de usar cogumelos alucinógenos.

Leitores frustrados: atraso na distribuição em livrarias físicas marca lançamento do livro do príncipe Harry no Brasil

Fantasia nazista

Harry se envolveu em uma de suas maiores polêmicas no ano de 2005, quando os tabloides britânicos o expuseram na capa vestindo uma fantasia de soldado nazista. Na obra o príncipe revela que William e Kate Middleton incentivaram o uso da roupa, que também foi motivo de risos.

— Telefonei para Willy e Kate, perguntei o que eles achavam — escreve ele. — Os dois uivaram. Pior do que a roupa de malha de Willy. Bem mais ridículo! — complementa.

'Deram gargalhadas': príncipe Harry põe a culpa em William e Kate Middleton por usar traje nazista em festa

Morte de soldados do Talibã

No livro de memórias, ele alega ser o responsável por 25 mortes de combatentes talibãs. Durante os dez anos em que serviu o exército, o duque cumpriu duas missões no Afeganistão.

— Não é um número que me satisfaça, mas também não me envergonha — confessa Harry, dizendo ainda que os via como “peças de xadrez removidas do tabuleiro” porque “você não pode matar pessoas se as vê como pessoas.”

O relato do príncipe chegou a ser condenado pelo governo afegão, que soltou uma nota de repúdio do Ministério das Relações Exteriores do país asiático.

Nome do livro

O título do livro, 'Spare', traduzido para a versão brasileira como "O que sobra", é uma referência a um comentário supostamente feito depois do nascimento de Harry. Ele aponta que, aos 20 anos, contaram a ele que seu pai, Charles, disse a Diana: "Ótimo. Você me deu um herdeiro, e um reserva. Você cumpriu o seu trabalho."

Pênis congelado

Uma das histórias mais íntimas descritas por Harry é o episódio em que ele teve o pênis congelado durante uma expedição de 305 km no Polo Norte, quando era militar. Ele conta que o órgão ficou ferido, e teve queimaduras por conta do frio extremo. O incidente, inclusive, se deu às vésperas do casamento de William e Kate, em 2011.

Especulações: atriz britânica se manifesta sobre rumores de que tirou a virgindade do príncipe Harry

Virgindade

Harry cita que perdeu a virgindade aos 17 anos, em um campo atrás de um "pub movimentado". O príncipe classificou o momento como "um dos meus muitos erros", por conta das chances de ter sido flagrado com "com uma mulher mais velha, que gostava de cavalos machões e que me tratava como um jovem garanhão".