S&P 500 e Nasdaq fecham em alta com foco em negociações de estímulo

Por Gertrude Chavez-Dreyfuss
·1 minuto de leitura

Por Gertrude Chavez-Dreyfuss

NOVA YORK (Reuters) - Os índices S&P 500 e o Nasdaq encerraram em modesta alta a volátil sessão desta sexta-feira, com investidores atentos a negociações sobre um pacote de estímulo nos Estados Unidos que aliviaria o choque econômico causado pela pandemia do coronavírus.

O Dow Jones terminou o pregão em baixa, oscilando ao longo do dia em intervalos estreitos.

A incerteza em torno do cronograma do pacote de alívio à Covid-19 tem pesado sobre os principais índices de Wall Street nas sessões recentes, com todos os três índices apresentando quedas na semana.

A presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi, disse que ainda é possível obter outra rodada de alívio à Covid-19 antes das eleições presidenciais de 3 de novembro, mas que cabia ao presidente Donald Trump agir, incluindo tratar do tema com relutantes republicanos do Senado, caso ele queira.

Trump e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, contestaram Pelosi e disseram que ela precisa se comprometer com um pacote de ajuda e que diferenças significativas permaneciam entre o governo republicano e os democratas.

Ainda assim, o mercado acredita que um acordo de estímulo será alcançado. A única questão seria o tamanho e momento, disseram analistas.

O Dow Jones fechou em queda de 0,1%, aos 28.335,57 pontos, o S&P 500 ganhou 0,34%, para 3.465,39 pontos, e o Nasdaq valorizou-se 0,37%, para 11.548,28 pontos.

O segmento de serviços de comunicação avançou 1,1%, o maior ganho entre os principais setores do S&P.

Na semana, o Dow Jones teve queda de 0,9%, o S&P perdeu 0,5%, e o Nasdaq recuou 1,1%.