S&P 500 fecha acima de 4 mil pontos puxado por Microsoft e Amazon

Noel Randewich
·1 minuto de leitura
Sinalização de Wall Street. 09/03/2020. REUTERS/Carlo Allegri.

Por Noel Randewich

(Reuters) - O índice S&P 500 disparou nesta quinta-feira e marcou seu primeiro fechamento acima da marca de 4 mil pontos, impulsionado por ganhos de Microsoft, Amazon e Alphabet, bem como pelo otimismo sobre a recuperação da economia norte-americana.

Microsoft, Amazon, Alphabet e Nvidia subiram 2% ou mais. Estas e outras ações de crescimento têm mostrando sinais de vida após ficarem para trás nas últimas semanas em relação às ações de valor, que devem ter perfomance superior à medida que a economia recupera-se da pandemia do coronavírus.

O rali de 3,3% das ações da Alphabet, holding que detém controle do Google, fez com que a companhia atingisse sua máxima recorde de fechamento.

Dados mostraram que o número de norte-americanos entrando com novos pedidos de auxílio-desemprego aumentou inesperadamente na semana passada. No entanto, outros dados revelaram que um índice da atividade manufatureira atingiu seu nível mais forte em mais de 37 anos em março, com o emprego nas fábricas sendo o maior desde fevereiro de 2018.

O índice Dow Jones subiu 0,52%, a 33.153 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 1,182514%, a 4.020 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 1,76%, a 13.480 pontos.

Com seu mais recente recorde, o S&P 500 acumula alta em torno de 7% em 2021 e já se valorizou 80% desde a mínima de março de 2020.