Países europeus condenam ataques palestinos e pedem a Israel que pare de expandir assentamentos

(Reuters) - Seis países europeus condenaram neste sábado os recentes ataques de militantes palestinos que mataram cidadãos israelenses na Cisjordânia ocupada e pediram a Israel que interrompa a expansão dos assentamentos na região.

"Instamos o governo israelense a reverter sua recente decisão de avançar na construção de mais de 7.000 unidades de imóveis de assentamentos na Cisjordânia ocupada e de legalizar postos avançados de assentamentos", disseram Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Polônia e Espanha em um comunicado conjunto. .

Na sexta-feira, o enviado da União Europeia aos palestinos pediu responsabilização e que os perpetradores sejam levados à justiça após um ataque violento de colonos israelenses no qual um palestino foi morto e dezenas de casas, lojas e carros foram incendiados.

(Reportagem de Baranjot Kaur em Bengaluru)