Pabllo Vittar lamenta pressão por números: 'Não é um chart que vai dizer se é bom'

Pabllo Vittar e Lexa reúnem milhões de ouvintes nas plataformas digitais, mas nem por isso elas são alheias à pressão por números que impacta a indústria da música. As duas, que lançam nesta sexta-feira (26) a parceria "Cavalgada", lamentaram que muitas vezes o sucesso seja medido por tais rankings, e não pela qualidade.

"Nem todo artista gira em torno de números. Conheço artistas maravilhosos que não têm os mesmos números que eu e Lexa, mas isso não tira o mérito deles e os fãs precisam ter na cabeça que a gente também é ser humano. (...) Não é um chart que vai dizer se a gente é bom ou não", ressalta Pabllo.

A artista participou da coletiva de imprensa online realizada por Lexa na tarde de quinta (25) para falar sobre a parceria das duas. A faixa, que chega junto com o EP "Magnéticah" às plataformas digitais, ganhou também clipe e challenge da coreografia, estratégia comum para alavancar as músicas na internet.

Confira:

Versatilidade no EP

Além de "Cavalgada", classificada por Lexa como pop, o EP tem outras três canções que passam ainda pelo funk e pelo trap em sua parceria com o duo Hyperanhas. O projeto marca a estreia da cantora no ritmo.

Questionada pelo Yahoo se sente uma pressão maior ao lançar o novo trabalho, uma vez que já acumula uma série de hits no funk, Lexa também reforçou que grandes artistas brasileiros por vezes não chegam ao Top200 dos charts. "Mas são gigantes porque fizeram sua história com louvor", pondera, acrescentando ser essa a consistência que ela busca para sua carreira.

"É isso que eu procuro no funk, é ter o meu espaço e eu sinto que eu já tenho. Ele é meu, com as minhas músicas, o meu jeito de ser, a minha personalidade. Esse EP é pra mostrar essa reviravolta de novo momento que os meus fãs sempre pediram", pontua.

Para o projeto, a artista ganhou uma nova identidade visual e mudou até o cabelo, dando adeus ao alongamento e investindo em uma estética mais pop.