Pablo Marí estava com o filho quando sofreu facada: 'Vi uma pessoa morrer na minha frente'

O zagueiro Pablo Marí, que defendeu o Flamengo em 2019, falou sobre a facada que sofreu nesta quinta-feira, na Itália. Em entrevista à Gazzeta dello Sport, o jogador do Monza disse que estava no supermercado com seu filho quando foi golpeado.

Leia mais: Flamengo deseja recuperação a Pablo Marí, esfaqueado na Itália

—Eu estava com o carrinho, com meu menino dentro, e senti uma dor muito forte nas costas. Depois o homem furou outro na garganta — afirmou o zagueiro a Adriano Galliani, diretor-executivo do Monza, atual clube do ex-zagueiro do Flamengo. — Hoje tive sorte, porque vi uma pessoa morrer na minha frente.

Segundo Galliani, que teve contato com Marí no hospital Niguarda, em Milão, disse que ele está bem e que até brincou que "estará no campo na segunda-feira".

Marí, que hoje defende o Monza, foi um dos cinco homens esfaqueados em um supermercado no interior de shopping de Assago, em Milão, na Itália. O agressor, identificado como um homem com distúrbios psiquiátricos, foi detido. A polícia descartou ato de terrorismo. Segundo informações da imprensa italiana, uma pessoa morreu no ataque a facas. A vítima seria um funcionário do Carrefour.

Marí foi transportado para o hospital Niguarda, em Milão, mas não está em estado grave. De acordo com as notícias, três dos feridos estão em estado grave e foram resgatados por helicóptero. Ambulâncias e paramédicos também foram ao local prestar os primeiros socorros.

Nas redes sociais, o Flamengo desejou forças ao zagueiro, campeão da Libertadores e do Brasileiro pelo clube, em 2019.