Pacheco diz que quer votar o quanto antes reforma do IR e unificação dos tributos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou nesta terça-feira que a Casa quer votar "o mais rapidamente possível" as propostas do pacote tributário, citando nominalmente a reforma do Imposto de Renda e a Proposta de Emenda à Constituição que prevê a unificação dos tributos.

"Há disposição da apreciação dos projetos de matéria tributária o mais rapidamente possível, obviamente respeitando as audiências públicas que acontecerão na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE)", disse Pacheco a jornalistas no Congresso.

Pacheco tratou da reforma do IR nesta terça em reunião com o relator da matéria, senador Angelo Coronel (PSD-BA), e o presidente da CAE, senador Otto Alencar (PSD-BA).

Angelo Coronel havia dito na semana passada que a votação da proposta poderia ficar para o próximo ano, o que foi motivo de reação.

A reforma do IR é tida --ao lado da PEC dos precatórios-- como uma alternativa para se custear o novo programa social com o qual o governo pretende substituir o Bolsa Família, o Auxílio Brasil.

"Havendo essa necessidade de apreciação do projeto como fonte de custeio para um programa social obviamente levaremos isso em consideração e faremos todas as reflexões possíveis porque há uma premissa aqui que nos norteia no Senado, precisamos tirar do papel um programa social robusto, com atualização de valor e que atinja número mais acentuado possível de pessoas no Brasil", reforçou Pacheco.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos