Pacheco lamenta morte em MT e afirma ser obrigação combater violência política

***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF,  BRASIL,  06-07-2022 - O presidente do senado federal, Rodrigo Pacheco, chega ao senado e é recebido por um grupo de terceirizados que foram agradecer à ele por uma medida que os favoreceu. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, BRASIL, 06-07-2022 - O presidente do senado federal, Rodrigo Pacheco, chega ao senado e é recebido por um grupo de terceirizados que foram agradecer à ele por uma medida que os favoreceu. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

FOLHAPRESS - O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), usou suas redes sociais nesta sexta-feira (9) para prestar solidariedade aos familiares do trabalhador rural do Mato Grosso assassinado por um militante bolsonarista.

Pacheco ainda conclamou todos a combaterem a violência política e a intolerância ideológica.

"Presto minha solidariedade e meus sentimentos aos familiares e amigos do trabalhador rural Benedito dos Santos, morador do interior do Mato Grosso, mais uma vítima da violência política", escreveu o presidente do Senado.

"Todos nós temos a obrigação de combater a violência política e a intolerância ideológica", completou.