Pacheco liga para Lula e coloca Senado à disposição para debater medidas 'reais' e 'urgentes'

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), ligou nesta segunda-feira para o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Um dia após a vitória nas urnas, Pacheco disse que o Senado estará aberto para "resolver" os problemas urgentes do país.

De Silas Malafaia a Estevam Hernandes: a posição dos líderes evangélicos após vitória de Lula

'Vida que segue': Militares temem futuro com Lula, mas descartam golpe ou intervenção

Instagram: O que está por trás da decisão de Michelle em parar de seguir Bolsonaro nas redes

A primeira missão do PT, ainda durante a transição, será negociar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que permita o pagamento do Auxílio Brasil em 2023.

"Há pouco, liguei para o presidente Lula, eleito neste domingo. Dei a ele os meus parabéns pela vitória e disse também que encontrará no Senado toda a colaboração, com a devida interlocução democrática, para resolvermos os reais e urgentes problemas enfrentados pelos brasileiros", escreveu Pacheco nas redes sociais.

Interlocutor de Lula com Pacheco, o senador Jean Paul (RN-PT) foi escalado pelo petista para se reunir com o presidente do Congresso na terça-feira. Depois de conversar com presidente eleito em São Paulo, Paul virá a Brasília para tentar barrar o andamento de pautas de costumes caras ao presidente Bolsonaro e detalhes do ano que vem.

No domingo, após a apuração do resultado, o presidente da Câmara e aliado de Jair Bolsonaro, Arthur Lira (PP-AL), ligou para Lula para parabenizá-lo pela vitória.