'Paciência estratégica' com a Coreia do Norte acabou, diz secretário de Trump

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A política da "paciência estratégica" dos EUA com a Coreia do Norte chegou ao fim, disse o secretário de Estado Rex Tillerson durante visita à Coreia do Sul nesta sexta-feira (17).

O secretário do governo Trump afirmou que ações militares são uma opção caso o governo norte-coreano "eleve a ameaça do seu programa de armas a um nível que os EUA acreditem que exigem uma ação".

Segundo Tillerson, os EUA estão explorando novas medidas econômicas, diplomáticas e de segurança e contra o país asiático.

Ele também cobrou sanções econômicas da China contra os norte-coreanos e disse que o governo chinês não deve punir a Coreia do Sul por implantar um sistema anti-míssil americano.